Nova tattoo

Estava aqui pensando se iria postar esse momento louca pra vocês, mas a ansiedade foi tanta de mostrar minha nova tattoo, que vamos lá pagar esse mico modelete (não riam, rs).

Sempre gostei de tatuagens e depois que fui arrumar um marido tatuador de horas vagas…Ferrou! Prevejo muitas ainda nesse meu corpinho tchuco de 30 anos.

nova tattoo
As fotos foram do celular, no dia seguinte (ontem). a tattoo está ainda inchada e com casquinhas.

Muita gente me perguntou: Mas porque uma cadeira Ana? Então como amo esse gente curiosa que me ama também, vamos as explicações:

Primeiro que não é uma cadeira, é A cadeira. Uma DAR CharlesEames, amada e idolatrada por essa que vos escreve. Já pedi pro Leo modificar o projeto de sala e colocar uma dessas ali no cantinho (e sim, a cor da parede também já mudou,rs). Quero porque quero!

Segundo que uma cadeia de balanço me lembra as duas pessoas mais lindas dessa vida: Edite e Vinícius. Velhinhos amam cadeira de balanço, crianças também.

Terceiro que representa bem essa nova fase da minha vida, da minha profissão e da minha paixão.

E por fim, porque eu acho que a vida é isso, um eterno balanço de momentos bons que se foram, de maravilhosos que estão por vir e de muitos outros nem tão bons assim. E a gente experimenta cada ida e vinda de tudo isso. Um eterno balanço de uma cadeira de balanço. Viajei muito?

E sim, é exatamente o mesmo desenho ali do topo do blog, feito pela Anne Pires (Que daqui a pouco tá lançando a lojinha dela). Não deixa de ser uma homenagem a todos vocês, meus “leitorinhos” do corazón, muah!

Tô tatuada, tô ruiva, tô marrenta, tô cheia de amor.

COMPARTILHE
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

15 Comentários

  1. Amei a tua tatuagem e amei ainda mai a ‘explicação’ dela. Fazer um desenho bonito é uma coisa, fazer um desenho bonito e com significados especiais é MUITO melhor.
    E melhor ainda ter sido feita (e provavelmente cuidada agora) por quem se ama 😛
    Eu não sei se teria coragem de fazer a tattoo onde tu fez, já ouvi dizer que dói muito, mas achei bacana o lugar, não fica escondida.
    Beijo

  2. mil parabéns! no início fiquei pensando q era muito doideira mesmo de uma doidinha… mas sua explicação é perfeita!! mil significados muito especiais, que justificam (sem precisar justificar, vc faz o q vc quiser rsrs) e q me deixaram muito feliz por vc ter feito!! parabéns ao maridão!! beijos especiais pra vc, até alguma hora, pq essa hora de te conhecer chegará!! Deus é mais!!

  3. Ana, quando vi a tatuagem, pensei: “Como assim, uma cadeira?” Mas depois de tanta explicação, vi que você tem realmente 1000 motivos para tatuar A cadeira. E tatuagem é isso mesmo, tem a ver com a pessoa, não com o que os outros vão achar, certo?
    Beijos

  4. Adoro este blog tuas ideias (me divirto também) e amei a tatoo. Nunca tatuei (boba!)rsrs… mas admiro quem coloca uma que tem tudo a ver com o estilo de vida e gosto próprios e não aquelas escolhidas em catálogos!!
    Beijo grande e continue nos inspirando!!

  5. escreveu:”tô tatuada,tô ruiva,tô marrenta,tô cheia de amor”, mas esqueceu de tô GATA. kkk,linda sua tatoo,parabéns. eu ,por exemplo, gostaria de tatuar um paninho de crochê,mas ainda ñ encontrei um tatuador de confiança,e tamanho talento que topasse tal façanha!

  6. como diz minha mae: tem louco pra tudo ou ainda, cada doido com sua mania 🙂
    rsrsr

    o que vale é se sentir bem e feliz.
    se joga Ana, neta da d. Edite!
    agora tua pele combina com tua casa e com o blog, tudo em perfeita harmonia
    🙂

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here