Ah SP, quem mora não esquece jamais…

Já contei pra vocês que morei três anos em SP? Poderia dizer que foi lá que Ana+Leo virou um casal de fato,  foi lá que tive o meu primeiro lar, onde me interessei por decoração pela primeira vez e até descobri esse mundo dos blogs.

São Paulo não me deu de presente somente uma família (Descobri  lá que estava grávida do Vinícius), mas me trouxe também crescimento, maturidade e uma sensação de liberdade que jamais vou esquecer.

As caminhadas pela Paulista no domingo à tarde, as várias opções de sebos e livrarias, as peças de teatro do Sesc, os ótimos restaurantes para almoçar no sábado (Dia de Feijoada!), o caminhar silencioso pela Pinacoteca e as madrugadas agitadas de todas as madrugadas da semana.

Trabalhei mais de um ano e meio no Brooklin, e apesar de amar a minha situação atual de trabalho home office aqui no interiorzinho de PE, confesso que sinto saudades imensas dessa época em que andar de salto alto era um desafio, hahaha. O caminho até a firrrma era um dos momentos mais gostosos do meu dia, ia cortando caminho entrando em uma rua e outra e sonhando em morar por ali, haha.

O Brooklin é um bairro incrível e completo, pra quem pensa em morar com a família, sozinho ou apenas investir em um imóvel. A Lopes Consultoria de Imóveis mostra em seu site um verdadeiro tour pelo bairro, com dicas de gastronomia, instituições de ensinos, transporte, opções de lazer e muito mais, além de várias opções de compra e venda de imóveis. Vale e muito o clique!

broklin

São Paulo mora no meu coração e na minha história, é uma cidade querida e com muitas lembranças incríveis! Como sou bem suspeita pra falar, quero compartilhar com vocês o vídeo que o pessoal do Projeto Breaking Borders gravou sobre a capital mais badalada do país <3

selopubli06-09-131

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

4 Comentários

  1. Eu trabalho no Brooklin e simplesmente odeio esse lugar. Hostil aos pedestres, não tem calçada decente, fedido por causa do rio Pinheiros, trânsito do inferno, um monte de gente (vida de gado) se acotovelando em busca de um quilão para almoçar… é deprimente…

  2. Nossa, trabalhei no Brooklin tb, entre 2009 e 2011 – era um percurso de 20 km todo dia, 40 ida e volta hahah mas é uma região maravilhosa mesmo, acabei descobrindo um monte de lojinhas, restaurantes e outros lugares bacanas por lá.
    Apesar de ser nordestina (sou sergipana) e de sentir falta de comer caranguejo toda semana, não pretendo ir embora daqui de SP tão cedo! rs
    Bjos, Ana!!!

  3. Ana, obrigada por esse post tão lindo! Essa é a prova que um publieditorial pode (e deve) ir além do simples jabá… Vc é maravilhosa e encontrou um vídeo belíssimo (já tô conferindo os outros vídeos do projeto). Um abração!

  4. Oi Ana, nem tudo é como queremos na vida e as mudanças tem que acontecer… Mas olha que bacana a vida ter te dado a oportunidade grande de conhecer, morar e passar por momentos tão especiais em um lugar querido assim!

    Agora é viver feliz no momento atual! 🙂

    Beijos grandes..

    Tê e Maria

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here