E você? Já começou a aprender cozinhar?

Ganhei um amigo que escreve umas coisas bonitas, ele é 50% coração e 50% sensibilidade. Me enviou um dia desses esse pequeno texto abaixo, que escreveu rapidinho enquanto pensava na vida.

Na casa da Solange

O cara está solteiro. Aos pouco começa a se interessar pela arte de cozinhar. Vai entendendo melhor sobre o que deve ir primeiro e o que deve ir depois ao fogo, a entender sobre verduras, legumes, tipos de carnes, tipos de molhos… Então ele começa a esboçar um maior interesse por isso que é uma cozinha, que é uma casa, que é um lar… Começa a experimentar a sensação de preparar uma mesa pra que pessoas queridas possam saborear seus pratos e se sentirem felizes e satisfeitos. Então ele começa a pensar que seria bem interessante fazer comidas no fim de semana para seu amor, se ele acaso tivesse um par. Ele vai entendendo que isso de agradar a quem se ama, pode ser bem mais divertido do que ir a uma festa e querer agradar e conquistar a todos. Começa a voltar a ver o amor como algo viável e assim fica pensando na possibilidade de namorar alguém, construir uma relação sólida, morar junto, ter filhos… Fazer pequenas reuniões em sua casa pra convidar amigos seus e do seu par. Começa a achar que isso de ter alguém pra voltar no final da noite é algo importante na vida de um homem. E acreditem, tudo isso só porque ele começou a aprender a cozinhar.

Mazes.

Na casa da Ana
Na casa da Patrícia
Na casa da Nara

PS: As fotos desse post são de algumas leitoras que enviaram para participar do nosso concurso Instagram. Vou postando aqui durante as próximas semanas algumas delas. Daremos continuidade a brincadeira essa semana ok?

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

13 Comentários

  1. Tão bonita a reflexão do seu amigo… E engraçado que eu acabei de ler um livro que fala exatamente sobre as emoções que a comida desperta (Escola de Sabores, da Erica Bauermeister, super recomendo!).
    Pessoalmente não sou muito chegada a rotina diária de uma cozinha, mas é muito bom fazer um mimo para quem você ama e quer bem!

  2. Aiiiim, que fofo!!!(Ele tem namorada? hehehe)
    A minha relação com a cozinha foi meio que muito amô tb… qdo fiquei muito doente, no finalzinho de 2010 para 2011 inteiro- havia ficado aleijada dos dois pés – eu comecei a conhecer a cozinha…o prazer em fazer coisinhas gostosas…serviu como terapia…hj, curada graças a Deus, tenho um carinho muito grande pela culinária e SEMPRE compro utensílio fofos de cozinha qdo saio, ao invés de bolsas e sapato!!
    😛
    Bjuuu!

    • Camila querida, pra onde mando o boleto de pagamento? Desde quando vc me paga para escrever o que não é cafona pra vc? A porta da rua é a serventia da casa viu? Beijos

  3. Ana, primeiro, que boa a sua resposta pra Camila nao sei do que… e ponto rsrs
    segundo: que texto lindo do seu amigo! te contar, viu, esse aí vai ser um maridão e tanto!!
    adoro esse seu blog! me faz sentir muito bem!

  4. Lindo,lindo,lindo….Acho k seu amigo vai ser um Homem e tanto, sorte de quem ficar ao seu lado….
    Ana, estou a adorar este teu cantinho, muito lindo,muito fofo…e quem nao gostar tambem não precisa de “ofender”…
    continua assim e parabens.

  5. Lindo o texto. Mais lindo saber que o autor simplesmente parou um momento pra escrever o que setia, coisa rara entre os homens do mundo atual. É interessante ver como as pessoas transpassam seus sentimentos através das atitudes, mesmo aquelas que mais tentam escondê-los. A culinária pode parecer um sonho quando se deseja se prender, ao mesmo tempo que alguns tem pesadelos com ela quando o que buscam é a liberdade. E há ainda aqueles que quando estão com hemorroidas saem atacando o trabalho dos outros (lamentável). Trabalho esse que pra mim é maravilhoso. Dá até uma invejinha branca. 🙂 Ana, não sei se te dou os parabéns ou agradeço. Seu blog pra mim é uma terapia, uma inspiração à vida!
    muitos abraços pra você e pro seu filho (a gente acaba se sentindo íntima, hehe)

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here