Regionalismo, design e móveis.

O nosso móvel de quinta não foi postado ontem porque o que trago pra mostrar hoje pra vocês é um móvel tão amor, tão maravilhoso, que merece ser móvel de todos os dias. Todos sabem que eu AMO um regionalismo. Confesso, quando é algo do meu povo, do Nordeste, de pessoas simples e muito talentosas que cruzam o meu caminho, vide o nosso trabalho com o João Miguel, que está apenas começando, fico extremamente  feliz, eufórica, satisfeita.

Se eu falar que me emocionei quando li e vi o trabalho lindo da parceria dos irmãos Campanas com o Sr. Espedito, o Seleiro, talvez vocês não acreditem, mas foi isso mesmo que aconteceu, lágrimas nos olhos, hahahha. Minha gente, tô no chão, morta de amô, que coisa mais linda!

moveis couro campana1

moveis couro campana6

Filho, neto e bisneto de seleiros, Espedito Veloso de Carvalho começou a trabalhar o couro aos 8 anos e, hoje, aos 75, é o mais renomado mestre artesão coureiro de nosso país – sua obra já foi reconhecida até com a Ordem do Mérito Cultural, honraria outorgada pelo Ministério da Cultura, em 2011. De sua oficina na cidade de Nova Olinda, Chapada do Araripe, no sul do Ceará, saem selas, itens de vestuário, acessórios e mobiliário, tudo em couro ricamente trabalhado.

Pois foi justamente a riqueza do vocabulário de Seleiro e sua execução primorosa das peças que chamou a atenção dos irmãos designers. “Nosso primeiro contato com a produção do seu Espedito foi por meio da ArteSol. Fiquei encantado com o universo de cores, texturas e materiais e pensei que seria ótimo se pudéssemos criar um trabalho em conjunto, no qual fizéssemos um suporte para a obra dele e ele pudesse se expressar através dos nossos objetos”, conta Humberto. “Ele nos deu a liberdade de escolher quais objetos ele iria trabalhar e nós lhe demos a liberdade de eleger os temas. Nós não tocamos no vocabulário de ícones e formas que ele já tem”, completa Fernando.

A coleção, que será apresentada ao público na Firma Casa, em São Paulo, em abril, é composta inicialmente por cadeira, poltrona, sofá e espelho, que serão produzidos em série limitada. A estrutura das peças é sempre “vestida” com o couro colorido – nos assentos, recortes deixam entrever a trama da palhinha em pontos específicos.

Via Casa Vogue

moveis couro campana2 moveis couro campana3

moveis couro campana4 moveis couro campana5 moveis couro campana7 moveis couro campana8

O que dizer? Eu, sinceramente, estou sem palavras.

PS: Já tive a oportunidade de olhar de perto a arte do Sr. Espedito, na Fenearte, aqui em PE. No dia estava lisa e não comprei nada, minha irmã comprou uma sandália, que por distração acabou perdendo lá mesmo (Oi? Só sendo minha irmã mesmo). Esse ano estaremos lá tietando o Sr. Espedito novamente, certeza.

COMPARTILHE
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

7 Comentários

  1. Oi Ana, vou na Fenearte todos os anos e para comprar peças do seu Espedito é melhor ir nos primeiros dias (se possível no primeiro! haha) porque as melhores peças acabam muitooooo rápido!
    Ele é sucesso!!
    Bjos!

  2. Ana, também fiquei com lágrimas nos olhos… Claro que a gente sabe que esses móveis terão preços que os manterão longe da grande parte das pessoas que, de fato. poderiam apreciá-los, mas ainda assim é a cultura nordestina sendo valorizada.

  3. Trabalho,pra lá de criativo,caprichado e lindo,gostaria muito de qualquer uma dessas peças na minha casa.

  4. oi Ana!
    Coisa mais linda o trabalho deles. amei de verdade tudinho.
    Eu queria muito uma bolsa dessas que aparece na ultima foto,
    como faz?? eles tem algum ponto de venda online?
    Fiquei enlouquecida aqui quando vi.
    um bjo grande procês!!!!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here