Programa Fazer o quê? – O ex banheiro da vovó

Ai que satisfação sentar a bundinha na cadeira e escrever pra vocês esse post. É um trabalho de meses que a gente coloca no mundo e fica tão feliz com isso.

Lembram que ano passado a Natália Sá apresentou lá no nosso canal a temporada “piloto”? Agora estamos nós duas “apresentando” esse projeto que nos enche de tanto orgulho.

Antes de qualquer coisa, preciso agradecer enormemente a todo o esforço e dedicação da minha parceira de trabalho. Sem ela NADA seria possível, nada mesmo. E depois um salve a todas as marcas que patrocinaram ou nos apoiaram nessa coisa incrível que é fazer um trabalho totalmente independente e desafiador:

Votorantim Cimentos @votorantimcimentos

Hydra @hydra_oficial

Art Commerce @artcommerce

Pendure Me  @pendure.me

Midea Brasil @mideabrasil

HF Arquitetura @henriquemfraga

Flex Foto e Filme @flexfotofilme

Júnior Pimentel Reformas @juniorpimentelreformas

O nosso programa tem a intenção maior de mudar positivamente a vida de pessoas, mesmo que ele aconteça ainda numa proporção muito menor do que gostaríamos e com tantas limitações, mas é um trabalho de formiguinha e que tem nos trazido muitas alegrias.

Esse ano dois leitores foram contemplados, então teremos dois cômodos totalmente transformados por nós duas e todo uma equipe massa envolvida. Ainda conseguimos filmar um episódio bônus.

Ontem o Fazer o quê? colocou a cara no mundo mais uma vez e gostaríamos muito que vocês fossem conferir, prestigiar, deixar aquele like, comentar, assinar o canal (blogueirinha que se preze tem que falar essas coisas, haha).

Clica aí no play (Se vc tiver recebendo esse post por email, clica aqui) e fica de olho que amanhã, dia 06/09, iremos mostrar o resultado de como ficou o banheiro da Ludmila e do Barrinha <3

 

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here