O decoração do meu quarto #2020

 

Os meus espaços me servem como portais, expressões do que não se contem na parte de dentro, reflexo de mim. Simbiose pura e necessária.

Meu quarto. Onde tanto sonhei acordada. E muitas vezes dormi sem sono. Vi o sol quando ainda era lua. Anoiteci ao meio dia. Ah como dói, ah que feliz! Encharquei essa cama de suor e lágrimas. Foi muita coisa e não foi nada. Suspiro, sinto, celebro, sorrio. Tenho aprendido a reverenciar o tempo, ele diz e dirá.

Muitas auroras testemunham e sabem o quão sou grata a essa transformação que vai além das imagens desse post.

A dona da trilha sonora desse quarto chama-se Gal Costa. Os livros nas mesinhas: Um teto todo seu, Virgínia Woolf; Os novos moradores, Francisco Azevedo; Mulheres que correm com os lobos, Clarissa Pinkola. O cheiro…depende, o vento, que não anda pouco aqui nas alturas, é quem decide. Nas quartas é de orgânicos, nas quintas sobe cheior de saudade e nas sextas de cerveja e desespero. Aqui temos também alguns buracos negros onde os bons chama de gavetas. A terceira guerra mundial acontece dentro do meu guarda roupa e o pior é que nem ligo.

Tenho tentado assistir novas séries, mas durmo antes do primeiro episódio acabar. Ás 07h, religiosamente, acordo e leio, mas vou começar a anotar sonhos, pq tá demais.

Aqui tenho reaprendido o caminho da minha casa, dos meus escritos e da minha tranquilidade individual. Acolhido meus filhos, minhas incertezas e a vontade de olhar para a janela com olhos da esperança.

Gostaram dessa decor meio preguiçosa? Tenho curtido demais…

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

2 Comentários

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here