Meu quarto, minha casa.

O assunto “morar” no inicio da minha história com Leo é uma verdadeira novela. Já contei algumas vezes aqui no blog e depois conto de novo com mais detalhes pra quem tiver chegando, mas posso dizer que quase fomos morar em um quarto alugado, que não deveria ter nem 8 metros quadrados.

Acabamos desistindo e alugando um apartamento e nem precisamos ir lá pro quartinho-inho-inho-inho (ecos).

Algumas pessoas que moram em repúblicas, dividem ap com amigos ou estão morando no exterior (em um quarto) fazem desse pequeno espaço o seu lar. Outras saem da casa dos pais e antes de ir para um lugar definitivo também procuram quartos para alugar e encaram uns poucos metros temporariamente ne?

Mas não é porque a pessoa ta indo morar em um cômodo, que vai jogar um colchão no chão, umas caixas de papelão com as roupas dentro e uma tv na parede, peralá!

Bom mesmo é se ligar nas paradas de sucesso:

1) Assim como em qualquer lugar que vamos morar, precisamos deixar o local do nosso jeito e com a nossa cara. Como você estará pagando aluguel, procure soluções práticas! Se você gosta de cor, aposte nas estampas das almofadas da cama, por exemplo. Se curte rock, uns pôsteres na parede, do mesmo tema, também imprime a sua personalidade.

2)  Organização é fundamental! Não é porque saiu da casa de seus pais e não terá mas a mãe no teu ouvido pedindo que vá arrumar a cama que você vai viver na bagunça. Você não vai apenas dormir no quarto, vai estudar, receber os amigos, trabalhar…A agonia que vai sentir se tiver tudo uma zona (oi?) não vai ser legal, bem capaz de pedir pra voltar pra casa, ô vergonha.

3)Aproveite o espaço ao máximo! Claro que para deixar o lugar agradável e organizado, é necessário saber aproveitar cada parede, cada cantinho, todos os centímetro disponível.

Duas ótimas  soluções para a sua nova casa (=quarto):

Já já venho com mais novidades! Estou tentando responder todos os emails hoje ta? Beijos

Esse post é um publieditorial.

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

1 Comentário

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here