Taxidermia Fake na decoração

Se tem um item polêmico na decoração, o nome dele é cabeça de bicho na parede. Há quem curta e ache lindo, há quem gosta, mas não tem coragem de comprar e tem também a turma que vai me xingar por três décadas aí nos comentários depois que eu confessar que acho estiloso, pop e estou louca por uma na decoração da minha sala.

fake

Calma leitorinhos, calma. Também não me sentiria bem tendo uma cabeça de verdade verdadeira me observando dia e noite sendo exibida como troféu, nem muito menos sou a favor da prática. Mas vamos combinar que a taxidermia fake tá bombando e que não há mal nenhum curtir esse objeto decorativo? Sim, eu enxergo como um objeto de decoração, nada mais que isso. Também não adianta tentar me convencer ao contrário com mil teorias viu? É um objeto de decoração, repito (Já prevejo pessoas falando que sou a favor da matança dos animais, casacos de pele. Ninguém mata uma pessoa pra ter um crânio cravejado de diamantes na mesinha de centro né? Sem dramas).

Fato é que a internet tá cheeeeia de inspirações, lojas descoladas com muitas opções customizadas e fofas e até tutoriais pra você mesmo fazer o seu exemplar. E fica legal no escritório, no quarto de casal, na composição com um móvel, na sala de jantar ou na sala de estar =)

taxidermia na decoracao1 taxidermia na decoracao2 taxidermia na decoracao3 taxidermia na decoracao4 taxidermia na decoracao5

taxidermia na decoracao7

Quer tutoriais pra tentar fazer uma aí na sua casa, achei uma ótima seleção para vários estilos e bichinhos, basta clicar aqui nesse link e se esbaldar nas opções. Se não tiver muita prática, nem tempo, nem paciência, o Edu do Homens da Casa vende na loja do blog, a HC Store e as cores são maravilhosas! Olha só:

Taxidermia_11

 

 

 

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

5 Comentários

  1. Ana,
    Não vou mentir, gosto não. Talvez seja trauma de infância.
    Na casa do meu avô tinha uma cabeça de boi com chifre e tudo, bem na entrada da casa, fixado numa madeira.Sei lá se achava bonito, ou se era prá mau olhado .E eu tinha um medo desse bicho que nem te conto.Quando passou O Minotauro no Sítio do Pica Pau amarelo, piorou .Parecia que o bicho tinha vida, eu escutava até ele berrando…rsrs…Aqui na Espanha alguns toreiros guardam a cabeça do primeiro boi que matam nas touradas e depois do último quando deixam de tourear.
    Besitos

  2. Ehhhhh Ana! O tipo “Frida” (enfeitado de papoulas? ) e os de tecido colorido foram os que chamaram a minha atenção.
    Não tenho parede

  3. Oi de novo. Meu comentário não saiu na íntegra.
    Faltou …”não tenho parede e nem estilo deco para tal…”
    Abs

    PS. Amo vasos e pequenas esculturas de cabeças representacão humana. Tem

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here