Sobre os “cantinhos” necessários para se ter em casa

2017 tem sido um ano de crescimento e vem sendo massa, apesar da gente achar que o mundo vai se acabar naquele estante onde tudo parece tormenta. Comecei a entender que coisas difíceis sempre existirão, que mudanças vem pra chacoalhar a gente e costuma levar quase sempre pra lugares melhores. [E Ana, que mimimi é esse?]

É que de algum modo tudo isso reflete no nosso jeito de morar. De uns meses pra cá, por exemplo, senti que precisava de mais referências minhas pelos cômodos, me enxergar em cada “cantinho” (Eu detesto falar ou escrever “cantinho”), sentir acolhimento mesmo. Eu precisava cuidar de mim e minha casa tinha muita influência nisso.

Uma mudança significativa que que comecei a fazer foi comprar flores toda semana e recentemente trazer umas plantinhas pra casa. Colocar referências do meu feminismo, escrever frases importantes pela casa, perfumar os ambientes. Pequenos santuários espalhados nos “cantinhos” me fazem criar uma atmosfera mais leve dentro do meu próprio lar.

Agora a pergunta que não quer calar: Quantos “cantinhos” vocês tem em suas casas? De que forma vocês trazem uma energia boa pra pra dentro delas? Vamos falar sobre isso? Tenho refletido muito, muito mesmo em novas temáticas aqui pro blog na nova fase que está chegando, e acho que é essa é muito importante.

cantinho rústicocantinho rustico 4

cantinho rústico 6

cantinho rustico 8 cantinho rustico 9

Todas as imagens lindas são do blog Lobster and Swan, um dos meus preferidos do momento.

COMPARTILHE
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

3 Comentários

  1. Eu já reparei que é meio que uma tendencia conciliar objetos de decoração com elementos meio destruidos nas paredes por exemplo, assim como está na segunda foto; parede descascada, no cimento, tijolo e objetos bonitinhos ou reciclados.
    queria saber se essa tendencia tem um nome, pois quero buscar referencias.
    beijos, adoro o blog!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here