Para todas as mães em queda livre

Preciso te dizer que muitas e muitas vezes você vai se sentir muito péssima, preciso te dizer que vários dias vão doer, preciso te dizer que por mais que você tenha apoio da sua família, dos seus amigos, de uma pessoa te ajudando nas tarefas de casa, você vai sentir suas pernas fracas, e as pessoas vão dizer que poderia ser pior, porque elas sempre dizem que poderiam ser pior, elas não se importam com o que já é difícil pra você, elas tentarão minimizar. Preciso te dizer que você vai cair, lentamente, de joelhos, até debruçar totalmente em cima de qualquer chão, que não será chão, porque vai parecer que você está em queda livre. E você estará.

Preciso te dizer que as suas decisões e as que te influenciam diretamente, até mesmo as que você não tem poder sobre elas, trazem consequências, e muitas vezes elas nem serão as piores, mas você vai encará-las como as piores possíveis, porque você é trágica, porque você estará de TPM, porque você tem uma bagagem lá dentro do seu coração que nem sabe que tem, porque você acha injusto, porque você quer lutar, mas acha que não tem forças, porque você quer somente deitar, dormir. Você  vai querer um colo, vai querer silêncio, vai querer alguém que te diga claramente que você não está sozinha nessa, e esse alguém não pode ser seu pai, aliás, cada um com seu pai, melhor.

Preciso te dizer que passa, que daqui a pouco você acordará com todo vigor e você amará todas as coisas, ainda que de forma indignada, que você vai conseguir respirar, ainda que não tenha uma bomba de oxigênio fundamental que deixa a sua respiração mais leve. Preciso te dizer que todos esses problemas não são só seus, mas que você é forte, ainda que esteja muito fraca, e que você dará conta. Preciso te dizer que você não tem poderes, nem é heroína de nada. A verdade é que não te deram escolha, mas agora é hora de crescer, porque você é sim maior, bem maior.

Preciso te dizer que é foda mesmo, eu te entendo.

Se agarra nos olhinhos brilhantes, naquele semblante de anjo quando dorme, se agarra no sorriso com a piada mais tola, se agarra nesse amor imenso que você pode doar, doar, doar e doar. E te permite uns dias de fraqueza, não tem problema. Como já te disse, o chão se abre mesmo, precipício gigante, e depois você descobre que  no fim da queda, existe um grande lago azul lá embaixo.

A música é linda e o choro é livre (do seriado sim, do Sherk também, e com umas das melhores bandas do mundo, Beirut).

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

6 Comentários

  1. Texto perfeito!! Uma baita descrição de muitos dias nessa vida doida e corrida que a gente leva! Preciso te agradecer por sempre conseguir expressar em palavras o que muitas de nós sentimos. Seus textões são os melhores!!! Obrigada Ana pelo blog, e por ser quem vc é, e não ter vergonha disso!!

  2. É exatamente isso. É lembrar que tudo passa. E que é preciso se permitir. Obrigada pelo texto. Meu bebê completa um mês amanhã e tem horas que sinto exatamente isso! <3

  3. Ana. Obrigada, mesmo! Essa aí sou eu … numa queda livre que já dura algumas semanas, e que não tem dia certo pra chegar no chão.

  4. Pôxa! Não é incrível abrir seu email num justo momento difícil da vida, em que na noite passada tomou uma decisão de continuar, de insistir de peito aberto, sem reservas, acreditar que dias melhores virão, que o céu vai se abrir, o sol vai aparecer e que a leveza e a alegria que eram tão comum em você, decidiu acreditar que elas voltarão a ser parte de você de novo… E, de repente, me deparo com este texto na minha caixa de email!!!!
    Sabe de que eu chamo isso? Generosidade! A humanidade, a generosidade nos coloca em sintonia com os outros!
    Obrigada, Ana, por suas palavras tão apropriadas, tão suaves, tão acolhedoras… Elas foram um bálsamo! Sucesso! Tenha um lindo dia! Abraços.

  5. São 02:33 da manhã e eu estou numa noite daquelas com meu baby. . .eis que me deparo com esse texto. .vc é uma enviada divina minha filha??Absolutamente perfeito esse texto. .tudo que estou vivendo..e ansiosamente à espera desse lindo lago azul!!!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here