Inspiracao: Frida

 

frida01

É impossível entrar nessa casa sem olhar, de perto, para essa família. Aqui confesso meu amor por essa história, expressa num filme que mesmo que fosse muito ruim, ainda assim teria a força própria dessa mulher te atraindo para a tela. Gritaria para que você parasse para “dar seu like”, my friend.

Tudo bem…Você pode achar a Frida bigoduda, ela podia andar com o sovaco cabeludo, pode dizer que ela era excêntrica e que sua arte, seus quadros… são um tanto que assustadores, mas sobre essa opinião, eu diria pra ir com calma. Tente…tente entender. Tá bom, mas uma que sou fã e isso aí a gente vai conversando no caminho.

O que essa filme nos traz é a própria vida, ainda que de forma resumida,  da artista mexicana Magdalena Carmen Frida Kahlo Calderón. Frida foi um dos principais nomes da história artística do México e é uma das mulheres latinoamericanas mais conhecida mundialmente por suas pinturas. Ela teve também um casamento aberto e conturbado com Diego Rivera, que além de marido era seu companheiro nas artes. O filme foca seu acidente, que a deixou na cama por vários meses e trouxe muitos problemas para sua saúde, e ainda essa relação dela com Diego, os amantes de ambos e sua bissexualidade.

A gente começa então com a casa dos pais da Frida, onde ela viveu sua juventude. Acho que para entendermos todas as imagens aqui, temos que nos despir daquilo que  desconhecemos da própria cultura mexicana. Ainda, aquilo que é diferente da nossa própria cultura para poder apreciar. Miga, essa casa é super ultra mega culturalmente mexicana e não adiante torcer o nariz. A família da Frida tinha muito orgulho disso e em quase todos os ícones, vamos ver essa influência.

 frida03

Esse pátio é enorme. Vamos ver em outras imagens. Lá no fundo, a gente vê algumas janelas e portas. O terreno foi tão bem aproveitado que quase em todos os cômodos você tem a entrada da luz desse lugar. E como as janelas são grandes, a luz natural entra bastante no interior. Eu sempre digo que isso me traz aconchego, né?! Mas realmente gosto da claridade que traz, de como favorece a ventilação do ambiente.

frida04

Como vemos nessa foto da cozinha. Tudo bem que era uma época diferente e aí acho que era lá por 1925, mas eu lembro da casa dos meus tios no interior, de uma chácara que uma vez eu fui. Sempre achei legal aproveitar a vista e misturar essas coisas que citei. Detalhe para aquela parede ali atrás num tom meio terroso e essa mistura com a madeira…

frida05

Tem um detalhe que acho bem legal aqui que é aquela mesa entre a mesa de jantar e o fogão (que você vai ver depois também). Ela é uma mesa meio que de preparo das coisas e a gente vê pendurado ali os utensílios do dia a dia, talvez os mais usados e também alguns alimentos. Aqui atrás da Frida um papel de parede florido amarelo,fazendo contraste  com esse tom terroso das outras paredes.

frida07

A gente vê pouco do resto da casa até aqui que é o momento depois do acidente. Até então também vemos poucos dos seus desenhos, suas frases, mas já identificamos alguns detalhes que transformam onde a Frida está num lugar com sua personalidade. Eu amo a ideia da cabeceira da cama ter as fotos pregadas. Acho que é a foto do namoradinho dela e do pai.

frida09

Como o acidente a deixa bastante limitada, o pai e a mãe da Frida (Por uma vida com mais gente que encoraje os outros ) resolvem ajudá-la a continuar investido seu tempo naquilo que ela acredita e quer fazer. Colocam um espelho no teto da cama para que ela possa se ver e fazer os seus retratos,  e aí o cenário muda  já que ela pinta bastante. Olhem as paredes! Como mudaram… As fotos na cabeceira mudam, mas a ideia continua lá.

frida10

O chão é outra coisa que tem nos quartos dessa casa e que eu amo. O papel de parede desse quarto e essa cama também são incríveis.

Após vários acontecimentos que não vou contar pra não perder a graça, a Frida resolve fazer uma reforma na casa.

E o lugar que era assim….

frida11

Fica tcharãaaaaaaam…

Ali no canto direito tem três caixinhas na parede que gosto muito do contraste que dão com o azul e os cactos, meu povo. Sim, sabemos que são típicos dessa região, mas cactos são tudo de bom. Eles sobrevivem bem dentro e fora de casa.

frida12

Por dentro, a casa também muda bastante e diferente da parte externa que apresenta cores bem contrastantes, no interior há influência da personalidade forte de Frida, mas de uma forma muito harmoniosa e mais sútil. O que eu me ajudou muito a compreender essas combinações foi perceber que a própria Frida é única e valoriza muito a sua cultura e raízes. Sei que não estamos falando aqui, por exemplo, das roupas da Frida, mas até nisso, ela buscava MUITO se segurar naquilo que acreditava e não digo apenas só na aparência e sim, naquilo que acreditava como pessoa. Tanto que tem vários momentos obscuros, de fossa, nessa trajetória e que ainda assim, sendo Frida, eles são manifestados de forma intensa.

frida113

Não confundam diadema de flores com uma vida de flores. Todo mundo tem seu momento estranho e ela teve vários e fez muitas coisas pra tentar superar isso. Minto, acho que todo seu caminho foi assim, mas essa é um dos lugares que ela morou em momento ruim com o Diego e aí vemos suas expressões. Apesar da bagunça, gosto da mala no canto! Amo as paredes rabiscadas!

frida13

Lembra que eu falei da cabeceira da cama?! Aqui já vemos como ela está cheia desses retratos.

frida15

Esse post não acaba por aqui, teremos a parte 2. Até a próxima sexta-feira. Aqui o trailer do filme Frida (Ah, tem no Netflix!) :

5 comentários em “Inspiracao: Frida”

  1. Gente, estou amando esses posts de casas de filme! Ainda não assisti Frida, mas etsou louca pra ver! Adorei todas as ideias e informações do decor e aguardo ansiosa o segundo post! Beijos!

    lacotovie.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho de compras