As famosas luzinhas de Paris

O casal francês tava lá na Tailândia, de abraço daqui, beijinho acolá quando a ideia surgiu. Viram por lá guirlandas de bolinhas e trouxeram uma penca pra presentear amigos e parentes. A galera gostou tanto, mas tanto que pedidos surgiram e os dois resolveram: vamo botar pra fazer. Foi assim que surgiu a La Case de Cousin Paul ou A Casa do Primo Paul, uma marca linda especializada em vender as guirlandes aqui na França.  

Eu já conhecia a marca antes de vir pra cá. Quando vi que tava pisando em Paris, surtei e dei a La Case como endereço certo. Em um passeio em Montmartre, encontrei a lojinha e, ainnnn, caí dura de amor! O bairro sem dúvida até agora é o meu preferido. Fica no 18º arrondisement (18º distrito) considerado mais popular. A La Case de Cousin Paul fica quase na esquina antes de chegar à basílica de Sacré coeur. Muita gente vai com esse destino certo, ir à Igreja, por tá no ponto mais alto de Paris e poder ver a cidade de lá. Mas eu queria ir à Montmartre mesmo por conta das lojinhas. (Foto: Expresso Paris)

13

Aí fui andando, andando e tóin!!! Entrei e fiquei com cara de dãã lá dentro. De novo, girando em 360º que nem os carrin de controle remoto do paraguai quando quebra. Falei nada. Só fiquei olhando. Juro que não chorei (Sério, acredita) 😀

2

Já em meu estado normal, fui falar com o vendedor. Expliquei quem era, de onde era e danei a fazer foto. A loja funciona assim: o cliente escolhe a quantidade de bolinhas da sua guirlanda, as cores das mesmas e ainda o tipo de fio, branco ou transparente. Tudo aqui é em 220v, viu? O que pra mim é ótimo.

3

4

As bolinhas são feitas de linha e podem ser amassadas, ótima opção pra quem é viajante, né? Os preços variam de acordo com a quantidade de bolinhas que você escolher.

7Tem também os tipos de luminárias e cúpulas, caso você não queira tanta bolinha miúda pendurada. Pode ser um pendente assim…

5

Ou então uma cúpula. Ou uma luminária com base!

6No final, montei a minha com 20 bolinhas misturando cores quentes e pontuando com poucas frias. Mas se a pessoa é daquelas que tem a maior dificuldade em escolher, lá também já vende kits prontos em caixinhas, como estes que tão aí atrás do Albert, vendedor simpático e tchímido. Pedi pra ele uma foto, ele sorriu, mas me deu um não. Aí eu com meu francês primário e baiano: ” Ôô, Albééért, s’il vout plaît, mon ámie..” O cara riu da minha cara, mas deixou eu fazer a minha fotéénha.

8Peguei tudinho doooida pra montar. Queria dá uma corzinha de nada no studio onde a gente mora. Tu conhece? Não? Clica aqui ó. Tinha pensando em fazer algo simples e que pudesse levar de volta pra Bahia, claro. Aqui no bairro tem uma livraria maravilhosa com bons preços e lá encontrei cadernos com folhas estampadas, prontas pra serem destacadas e a gente fazer o que quiser. É muito massa! Cada caderno é de um tema, com estampas década de 70, paisley, floral japonês e dezenas de outras.

Comprei alguns e quis dá um jeitinho na feiura do quarto. Mas antes, fui montar a minha guirlanda. Escolhi o fio transparente. Na hora da compra, os vendedores te instruem, então, primeiro, é preciso fazer um corte miúdo de 1cm no máximo em cada bola a partir do furo, encaixar a lâmpada. O arozinho de plástico que vem logo acima serve pra segurar e ainda fazer o acabamento. Não tem segredo.

10Com uma fita transparente da 3M, colei as guirlandas e só as pontas dos papéis. Engraçado como sempre quis uma parede com papel estampado, sem um padrão específico, tudo misturado. Masss, vou logo te avisando, foi algo só pra dá uma corzinha, hein? Nenhum projeto milagroso. Escolhi cores mais quentes por achar que dá mais aconchego. Mas não tirei as dobras, nem estiquei tanto. Vou deixar pra fazer acabamento bem feito na minha casinha, néamm, amigues? (Pra tirar dobra, alisar um papel, pode passar ferro com um pano fino por cima ou então borrifar água minimamente prensando o papel entre livros bem pesados) E foi só.

O quarto é feinho? O quarto é feinho? Ficou menos xoxo? Ficou menos xoxo? E eu tô falando de novo que nem o Paulo Gustavo? Tô falando de novo que nem o Paulo Gustavo, masssss ao menos deu uma levantada no astral. Ok, tem estas almofadas puoodres e esse cinza e todas as paredes. Pra dá mais up, aproveitei e colei meus dois corações mexicanos que mal ganhei e já morro de amor!

20

14

Ah! E se quiser ter uma dessas, checa no site da La Case de Cousin Paul como é a entrega pro Brasil. Mas se não quiser ter tanto trabalho, pagar um frete mais amigo e ainda apoiar o trabalho de gente brazuca talentosa, a Toda Coisinha loja daquela menininha querida e cogumelenta tem.

Beijo, gentchy! 

Até!

Ana escrevendo:

Gente, tive que invadir o post da Eva por dois motivos:

Passem lá no blog dela que lá tem um monte de posts lindos, engraçados e super legais sobre essa temporada da minha baiana nas zoropa.

-Né que hoje ela também tá lá no site Casa Aberta? Mostrando a sua casa brasileira coisa mais linda dessa vida! Ah gente, corre lá também e levem o babador.

 

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

12 Comentários

  1. Olá Eva!!! Muito interessante saber a história dessas guirlandas, não conhecia! Também fiquei apaixonada pela loja, um amor!
    Agora o seu cantinho ficou MUITO mais bonito, impressionante! Quanta diferença! Parabéns!

    Beijos! Thamyrez

    • @Casa Design Studio,

      Ahhh que lindeza tu, Thamirez! Muito obrigada, viu?
      Eita que também adorei a loja. A possibilidade de personalizar é mesmo muito massa!
      Ainn, o apê deu uma amenizada, né? Porque o bichinho é feinho demais hahaha
      Um beijo e muito obrigada!

    • @Célia,

      Oi Célia, tem mesmo!
      Já rodei um tantinho por lá, mas não lembro de ter opções personalizáveis.
      E pra quem não tem a Liberdade a Toda Coisinha vira uma boa opção também.

      Beijo!

    • @Iandara,

      Oi Iandara!
      Tem mesmo! Assim como a lojinha virtual Toda Coisinha. Pra quem gosta (como eu) das bolinhas é bom ter sempre opções, né?

      Um beijo e muito obrigada por ter gostado!

  2. […] Passear pra olhar a decor do lugar foi uma missão. Cansei de tanto olhar coisa bonita e interessante. No Cadet, onde moramos os últimos 3 meses é um desses lugares. Encontrei ateliês que dão aula de costura até cerâmica. Aí ia subindo a ladeira até Pigalle e de lá, pra Montmartre. Pronto, fazia outro roteiro perfeito pra isso. Passava pelas lojas de decoração, de chás, café, restaurante, enfim…muitas. No início da viagem mostrei por aqui algumas lojas em Montmartre. Uma é a famosa La Case de Cousin Paul com suas luminárias de bolinha de linha. O post original tá lá na coluna que assino com o A Casa Que Minha Vó Queria. […]

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here