Diário do meu tempo livre: Atividades com Vinícius

Se engana quem pensa que é molezinha conciliar o trabalho home office + todas as tarefas que envolvem o andamento da casa (E estou falando aqui em termos de horários de escola, das refeições, de limpeza da casa, do convívio familiar, etc) + filhos, tudo junto e misturado, tudo ao mesmo tempo. E quando chega a tal das férias escolares? Oh my God!!!

Sim, estamos chegando na reta final, mas ainda falta mais de uma semana e para não enlouquecermos…

Estou tentando de todas as formas fazer com que os dias do Vinícius sejam divertidos, afinal de contas, férias é férias! Moramos em uma cidade que não nos fornece muitas opções de lazer,  ou seja, a criatividade tem que rolar solta para distrair o pimpolho dentro de casa e também com passeios nos finais de semana. 

Ter um tempinho livre pra ele, ainda mais agora nessa fase da gravidez, onde a gente sempre fala da chegada do bebê e como isso afetará a nossa rotina, tem sido imprescindível. Durante vários momentos do dia e principalmente à noite, quando as atividades precisam ser mais calmas e posso assumi-las sem grandes esforços físicos, ficar junto do meu pimpolho é o momento mais feliz e recompensador do dia.

_ATIVIDADES_COM_O_FILHOTE

Para ajudar pais de plantão, fiz uma listinha com 8 sugestões para esses dias de férias. Nenhuma atividade inovadora, porque criança gosta mesmo das coisas mais simples e corriqueiras, mas acho que pode ajudar de alguma forma a pelo menos te lembrar de algo bem possível de fazer no dia a dia:

1- Banho de piscina inflável. Claro, se na sua casa não tiver piscina, rs. Não sei se na região que você mora o calor está de matar, mas por aqui a coisa tá pegando fogo. O Vinícius ama levar os brinquedos pra água e passa pelo menos uma hora distraído com eles.

2- Desenhos e pinturas. Colocamos uma série de materiais à disposição do pequeno, como giz de cera, canetinhas, lápis de cor, cola, cola com glitter, pinceis e por ai vai…Sabe algo que tem despertado o interesse dele? Fazer decalques. Colocamos uma folha de sulfite ou outra mais fininha e ele vai passando o lápis por cima. Coisa leeanda que ele descobriu saber fazer (do jeitinho dele, ainda sem uma coordenação perfeita).

3- Correr, correr, correr ao ar livre. Não sei se o filho de vocês gostam tanto de correr, mas por aqui é algo como uma necessidade, assim como comer e beber água. Hahaha.

4- Passeios em parques de diversão. Aqui em Gravatá temos a sorte de ter um parquinho daqueles de interior, com carrossel, carrinhos bate bate e pula pula, e o melhor é que o preço do ingresso é bem baratinho. Vale procurar por opções mais em conta e ao ar livre. Não levo o Vini naqueles parques de shopping onde a gente gasta uma pequena fortuna por 40 segundos de brincadeira num jogo eletrônico, sem contar que nem ele se diverte tanto.

5- Momento leitura. Aqui acontece sempre no período noturno, que é pra ferinha ir relaxando. Começamos a comprar gibis e tem sido uma ótima novidade pra ele, já que o formato é diferente e faz ele ficar super atento acompanhando a leitura com as imagens.

6- Jogos como dominó, quebra-cabeça e da memória. Vini sempre gostou de quebra-cabeça, mesmo quando ainda era muito bebezuco e comprávamos os de 9 peças, no máximo. Agora ele já consegue montar uns de 30 peças e curte que é uma beleza. Joguinhos da memória também tem sido bem aceitos e a coisa só fica um pouco complicada quando ele começa a perder, hahahaha.

7-Preparo de receitas. Taí outra coisa que é batata no quesito distração, levar a criançada pra cozinha. Geralmente fazemos bolos juntos e ele adooora ir misturando tudo com a colher de pau e batedeira, deixo ele livre pra melecar toda a cozinha (sem neuras) e no final das contas ele se sente a pessoa mais importante do planeta depois que o bolo sai do forno.

8- Brincadeiras com areia. Ah como sinto falta de uma praia! Na falta de uma praia durante a semana, a gente brinca com a terra das poucas plantinhas que tenho em casa, mas estou pensando seriamente em comprar um saco de areia e dá de presente pro pitoco, haha.

E então gente, o que seus filhos gostam de fazer nesses dias de férias? Como estão aproveitando esses dias com eles?

Este post faz parte da parceria entre o ACQMVQ, Brastemp e Finish. Agora, como tenho uma máquina lava-louças e, portanto, não preciso mais lavar a louça na mão, tenho mais tempo para me dedicar a fazer atividades legais, tanto individuais como com minha família. Você verá aqui nas próximas semanas um diário de como ando aproveitando o meu tempo livre.

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

2 Comentários

  1. Oi Ana, é a primeira vez que te escrevo, não sei te precisar quando te encontrei nesse mundo virtual, obviamente estava fazendo alguma pesquisa e muito felizmente te encontrei, desde então venho te acompanhando, quero registrar que amo o seu jeito simples de escrever, e toda a sua criatividade, parece que é minha amiga e só falta o “ao vivo” ahahaha
    Amei esse post, também tenho um Pequeno Valente em casa, agora com 9 anos, me cortou o coração ter que voltar a trabalhar e deixá-lo aos cuidados de terceiros de mega confiança, mas sem a menor imaginação para com a minha criança, e ele apenas jogou no computador, assitiu tv e jogou no video game =( Na idade do Vinicius, era muito parecido, hoje ama andar de bike e jogar bola, é bem ativo, criativo, imaginativo e inteligente, não posso limitar tudo isso a um aparelho eletrônico… AMO ser mãe, e o Ricardo é super companheiro e amoroso. Bem, prometi um piquenique e assim o fiz, na sala mesmo, pois é, no quintal não dava, escaldante, e há 2 semanas tenho prometido mas choveu, ele ainda gosta de coisas simples, se der uma volta no quarteirão e comprar um sorvete já foi um passeio. É isso, beijo grande.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here