Decorar: Por onde começar (Parte 2)

Então você já sabe exatamente o tamanho do cômodo, já definiu quais os móveis você deseja e quais são possíveis no espaço que você tem, e também já sabe qual ou quais estilo(s) que você quer seguir. Com tudo planejado, é hora de comprar os móveis e definir os acabamentos: cor das paredes, iluminação, se vai ou não trocar o piso e rodapés (pra quem não mora em casa alugada, claro!) etc.

Não quero entrar em questões de reformas, então vamos nos ater somente a decoração em si. Nessa etapa do Manual Tabajara, tá escrito que se a grana tá curta, priorize os móveis e eletros mais necessários, que sob o meu ponto de vista, ficam nessa ordem:

Ninguém vive sem:

Fogão, geladeira e cama pra dormir.

Daí vem os itens de segunda necessidade:

Guarda roupa, armário na cozinha, TV e sofá.

E por fim, os que a gente sobrevive nesse primeiro momento, mas não vive no segundo:

Mesa de jantar, microondas, rack, criado mudo e todo o resto.

E mais um conselho: Priorize a qualidade, nem que você tenha que esperar pra comprar o que você realmente deseja e que tenha uma durabilidade maior. Ninguém merece levar pra casa um guarda roupa que fica todo molenga no terceiro mês de uso.

Aceite doações, herde peças, visite bazares, garimpe e reaproveite! Pra isso, o que não faltam são ideias nos blogs né gente??

Concluída essa etapa, aposte em peças coringas e que valorizam qualquer decoração (ainda falando dos móveis) como aparadores, uma cadeira com design legal, poltronas, mesinhas de canto, uma cômoda linda ou uma cristaleira dos sonhos.

Ainda é preciso pensar nas cores da sua decoração, e é sem dúvidas, a parte mais legal! Geralmente defino uma paleta pra cada ambiente, e faço isso no Kuler, um site da Adobe onde você sobe uma imagem e ele te entrega a paleta. Ou seja, pegue fotos inspiradoras pra você e defina as cores da sua sala, cozinha, quarto. Fiz isso nesse post aqui, lembram?

Para as paredes, é só levar a sua cor escolhida na loja de tintas e fazer o comparativo com aquelas cartelas maravilhosas que eles disponibilizam. Depois essa mesma paleta vai te ajudar na escolha das almofadas, cortinas, tapetes e outros objetos de decoração (Mais essa é uma outra etapa).

Paredes pintadas, móveis e eletros comprados – OK.

Ainda nessa etapa é bom você decidir também se vai querer trocar uma porta (Muita gente acaba fazendo isso com a entrada principal, e até tendo que adequá-la ao estilo que escolheu, se mais rústico, romântica ou moderninha).Não quer gastar inquilino? Que tal somente pintá-la também por dentro? É uma alternativa. Repense se há necessidade de trocar também a pia da cozinha ou os gabinetes do banheiro, e se você gostar de espelhos, também é a hora de instalá-los na parede antes de prosseguir no nosso manual (Pesquise antes sobre esse assunto tá?).

E por fim, a iluminação! Mas também esqueça aquelas mais específicas, como a que é direcionada para uma obra de arte, por exemplo (Você ainda nem tem quadros, esqueceu?). E como não sou totalmente entendida desse assunto, aconselho esse vídeo do curso de decoração da Casa Claudia, onde a designer Baba Vacaro, explica tudo muito bem!

 

Perdeu o primeiro post? Clica aqui!

Imagens: Casa Chaucha

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

1 Comentário

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here