Commidas na Casa!

Semana passada a Ana mandou um email com algumas das novidades que iam acontecer aqui no #ACQMVQ. Novos temas e colunistas com notícias fresquinhas para seus ávidos leitores, sendo eu um deles.

Vendo que um dos assuntos era alimentação, resolvi meter a colher em blog de marido e mulher…. e aqui estou!

Peço licença para entrar nessa casa que acompanho a construção há tanto tempo! Grande honra e responsabilidade. Prazer, eu sou Alessandra lá do blog Commidas.com

O Commidas.com é um blog feito a 4 mãos, por mim e por Marcelo (meu tudão).

Ele já foi designer gráfico e largou tudo pelas panelas: Trabalhou em escola de gastronomia, em cozinha de bistrô natural, chefiou equipe grande de rotisseria e trabalhou em restaurante famoso….mas se deu conta que adora ser o chef da cozinha de casa, fazer pequenas produções com ingredientes de qualidade e ensinar cada um a descobrir o prazer de ser independente na cozinha.

E eu que continuo trabalhando como profissional de marketing mas que sempre amei experimentar coisas novas e diferentes (da alta ou da baixa gastronomia); entender a história por trás de um prato ou de um ingrediente e testar dietas e outras formas de se alimentar.

O principal objetivo ao criar o blog foi incentivar as pessoas a voltarem para cozinha e prepararem seu próprio alimento, sem receitas  – comida fresca e sem frescura!

Por aqui vou compartilhar dicas para:

1. evitar o desperdício

2. improvisar na cozinha

3. praticidades para o dia a dia na cozinha

E chega de blá blá blá sobre mim, e vamos a dica do dia:

1. DESINDUSTRIALIZE-SE

O processo de industrialização nos trouxe diversas praticidades: alimentos em caixinhas, latinhas e produtos que duram meses e às vezes até anos sem ter a menor alteração. Isso foi inegavelmente importante para vários setores produtivos, mas na alimentação!?!?!?  Meu Deus, se a natureza do alimento é apodecrer e decompor-se o que foi colocado dentro daquela embalagem para que ele dure tanto tempo, sem nenhuma alteração de cor, sabor e aroma?!?!?!

Por outro lado,  eu que também sou uma mulher moderna, com diversos compromissos, que trabalha, cuida da casa, do marido e dos pets; tem amigos e parentes e uma certa vida social – também queria uma varinha mágica que colocasse o jantar pronto em cima da mesa e a louça toda lavada na pia…. mas a cada dia percebo que quanto mais processada a comida mais danos ela me causa – cedo ou tarde (seria uma conspiração da indústria alimentícia com a indústria farmacêutica para dominar o planeta!?!).

E por via das dúvidas, cada vez mais busco por alternativas que deixem a mim e a minha família mais saudáveis, não é isso que realmente importa??

Então aqui vai uma dica para deixar para trás o uso de caldos processados: Produza o seu! O caldo de carne e o de frango podem ser um pouquinho mais trabalhosos, mas você saberá o que tem lá dentro e o seu tempero nunca será igual ao de ninguém, e isso é amor – não é?

 

CALDO CASEIRO

caldolegumes

Para preparar seu próprio caldo, sem regras e sem complicações, seguem algumas dicas:

  • Caldo de legumes: coloque os legumes que quiser, evite usar cascas (se não forem orgânicos) e legumes verde-escuros (tipo brócolis, jiló, couve), cubra com água
  • Caldo de frango/peixe: escalde as carcaças e ossos antes de cozinhar, use legumes também (cenoura, cebola, salsão), cubra com água
  • Caldo de carne: frite bem as aparas de carne e depois cubra-as com água, use legumes e um pouco de vinho tinto tempere a gosto: alho, pimenta, especiarias, vinho branco, ervas (pouco sal)
  • O que mais posso colocar? pimenta de cheiro, talos de cogumelo e cheiro verde, rodelas de limão/laranja, polpa de abóbora, raízes de alho poró e cebolinha,

> Tempo de cocção em fogo brando (sem ferver): legumes e peixes (0h30) / aves (1h30 )/ carnes (3h00)
>> Importante: caldos de aves, peixes e carnes devem ser congelados se não forem usados em até 3 dias. Caldos de legumes duram até 7 dias na geladeira
>>> Deixe um recipiente no freezer com as aparas de hortaliças: talos, sementes, restos de legumes que seriam descartados. Quando o recipiente estiver cheio produza o caldo, assim o desperdício será zero na sua cozinha!

Espero que seja útil!

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

15 Comentários

    • Ana Maria,

      Uma das vantagens em desindustrializar-se é a economia, rapidamente percebida.
      E tudo isso trazendo benefícios pro corpo, é só alegria!

      obrigada.
      bjks
      Ale

  1. Ai, gente, já adorei os posts sobre cozinha com amor e cuidado!
    É mais um incentivo pra botar em prática a meta de voltar a cozinhar.
    Lindeza sem fim!
    Um beijo!!

  2. Aqui em casa estamos no processo de desindustrialização. Ainda não fiz meus caldos (mas tbm não uso os quadradinhos)… vou tentar fazer!!!
    Obrigada pelas dicas!!!
    Beijoca

  3. Sou suspeita para falar desse casal que amo! Eles me ensinaram a mudar completamente meus hábitos de consumo e alimentar. E desindustrializar-me é o principal e o mais difícil deles, mas eu tenho fé que conseguirei!

    Parabéns a todos!
    E que esta parceria com ACQMVQ renda deliciosos e prazerosos frutos!

  4. Adorei o post e já vi que vou gostar muito das dicas da Alessandra… começamos a nos desindustrializar aqui em casa e já percebemos uma boa diferença no bolso e na qualidade de vida… da mais trabalho? Dá sim senhor, mas também é gostoso se reunir em volta do fogão preparando um bom prato.
    E que venham muitos outros posts…

    beijos,

    • Obrigada Débora,

      Acho que aos poucos vamos vendo os benefícios de uma alimentação mais natural no nosso corpo e cada vez queremos mais.
      Obrigada pelas boas-vindas e continue seu processo, porque além de tudo cozinhar junto aproxima mais a família!

      bjks
      Ale

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here