Bons lugares da terrinha (parte 3) – Ou o lugar que to indo morar

Gravatá é uma cidadezinha que fica a 85km de Recife e é o lugar que pretendendo ir morar daqui a pouco tempo. Cidade turística com climinha de montanha ( Sim, existe frio ameno e gostoso no NE), arquitetura mais fofa do mundo, com chalés que parecem mais casas de bonecas. Gravatá é um bom lugar pra se viver com a família, ter uma vida diferente de quem vive na metrópole porém super perto de Recife (40 minutos). Ah, é também a cidade dos móveis!!!! =D

Já morei lá, e depois que voltei a morar na capital, passei toda a minha adolescência indo nos  finais de semana curtir as amigas, a cidade, as vaquejadas, barzinhos e a minha juventude bandida e piriguete (todo mundo passa por isso ok?). Gravatá na semana santa é coisa de se ajoelhar e pedir pra durar a vida toda (assim como Porto de Galinhas é no verão), porque é a cidade do babado, shows e eventos baphonicos,  é lá que você vai se divertir até dizer “Chega”!!!

Agora na última visita que fiz em janeiro, fui naquele esquema turista de ser. Passei somente um dia, vistei minhas amigas (irmãs de farra, de fugir de casa pra baladas, de abraçar pra não cair, de contar em todas as horas, hehehe) dei uma volta pela “rua dos móveis” , dormir na casa do meu pai (ele mora lá também) e aproveitei ao máximo pra tirar fotinhas das coisas e mostrar pra vocês.

Quem não é do Estado, precisa ir visitar a cidade quando for em Pernambuco, e se eu já estiver morando por lá, aproveite e passe lá em casa pra tomar um açai (oi? acho que lá não tem açai, ferrou), será um prazer!

Agora um passeio pelo Polo Moveleiro:

Não comprei muitas coisas porque sabe né, liso só olha, mas ali na primeira foto, euzinha fazendo pose que emagrece com as milhões de sacolas nas mãos. As lojas são coloridas e com esse telhado fofo. A loja da minha amiga pintada de rosa chiclete é a melhor, hahaha, só você Oli (2° foto – Gravatá Móveis).

Como Gravatá é a grande fabricante de móveis rústicos de toda a região, os precinhos são ótimos em quase todas as lojas (Essa primeira mesa da foto custa em torno de mil reais com os bancos e é de madeira meeeeesmo, pesadona).

Várias lojas de artesanato com lindos objetos regionais mas também alguns produtos importados, como esses potes de chá, café e açúcar. Quando olhei essas coisas, falei pra minha irmã “Lascou, agora a gente pira na batatinha Angel!”

Falando nela (minha irmã), olha ela ai, enlouquecida com os paninhos de cozinha para o enxoval, casa próximo ano e tá naquela fase de gastar cada real com decoração e afins (fase que até hoje eu ainda não consegui me livrar).

E depois de todo esse passeio bom, é só virar no final da rua e ir comer tapioca colorida ( de forma natural, nada de corantes) na Tapioquinha da Vovó, da minha amiga Gisely. Comi essas duas, não me recordo qual o sabor exato que pedi, mas uma infinidade de recheios pra gente provar.

Gente, vamos todo mundo morar lá??

Polo Moveleiro

Dias: terça-feira a domingo.

Horário: das 08:00 as 18:00hs
Localização: Rua Duarte Coelho

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

25 Comentários

  1. Ana, moro na região de Campinas, e não na cidade em si. Assim, desfruto dessa delícia que você descreveu: viver numa cidade mais tranquila com a família, o que garante qualidade de vida, mas estando há pouco tempo de um grande centro. Agora, conseguir isso estando de volta a terrinha, é o luxo, a glória e o poder. Bom demais! Vai com tudo que isso é o que há! 😀

    Ah! Sabe que não conheço Gravatá assim, nesse nível? Explico: só passei pela rodovia mesmo. Péssimo! Vou remediar isso quando for passear na terrinha. Vou, sim! 😀

    Amei ver um pedaço da nossa terra de um jeito totalmente diferente!
    Obrigada pelo presente! 😀

    Beijos
    Lidi

  2. Que delícia! Final de março vou para Porto de Galinhas e já anotei a sugestão de passar um dia em Gravatá! Estou anotando o nome das lojinhas… e vou me esbaldar na Tapioquinha da Vovó! 😀 Beijocas, da Cissa!

  3. hahahahaha Aninha, vc ñ existe! Onde vc conheceu o açaí? vejo vc falar tanto nele… Já estive em Recife e Porto de Galinhas, há mtos anos… mas ñ tinha ouvido falar em Gravatá ainda, que pecado! Me deu mta vontade de conhecer a cidade depois desse post =D

  4. Guria acho que vc esta louca fazendo esta propaganda toda desta cidade ! Isto é coisa que a gente não mostra pra ninguem a mulherada deste blog vai toda querer mudar rsrsrs Nossa só de olhar já dá vontade de fazer as malas agora entendi realmente a sua mudança …. Bjos e esperamos mais coisas lindas da sua nova cidade !!!!

  5. Ana! Tem lugar na sua casa pra mim??? rsrsrs
    Uma verdadeira loucura mesmo, mostrar todas essas tentações pra mulherada aqui!!!! Gravatá vai ser o destino turístico mais procurado de 2011!!!! Imagina a manchete capa de jornal: “Gravatá atinge recorde de visitantes, não há mais espaço nas ruas, a cidade foi invadida por mulheres de todos os lugares do mundo, aparentemente, o “furdunço” foi causado por uma tal de Aninha”… hahahah!

    Mil beijos, adorei a dica! E a novidade!

  6. Ana, adorei todo o post sobre Gravatá. realmente dá vontade de morar num lugar assim. agora faz parte do meu roteiro turístico. assim que der eu chego lá.
    um beijo…..

  7. Ana, eu sempre tive vontade de me mudar de cidade, para o sul, por causa do clima ameno, mas agora me deu vontade de ir para Gravatá também. Longe daqui, novos ares, vida nova, ô vontade…
    Beijos

  8. Olá Ana !!
    Em MAIO estou indo p/ Olinda , é perto ??
    Que MARAVILHA , vc ir morar num lugar desse e deixar a LOUCURA da Cidade Maravilhosa !!
    Tam sou do Rio ! Rs !!
    Vc pode me passar o end da LOJINHA de Louças ?
    Abs !
    Grata !
    Márcia
    marcialcintra@globo.com

  9. Que coisa mais linda essas louças, Ana!
    Mas olha, vou te falar… na situação gravídica que me encontro, foi triste ver essas tapiocas… amo tapiocas e aqui em Ubatuba ainda não encontrei onde vende, acredita? Triste.
    Amei todas as fotos, todos os detalhes…
    beijos!

  10. Adorei! Sou recifense, e achei que vc está representando muito bem a nossa terrinha, precisamos valorizá-la. Todos os lugares que vc mostrou são os que eu freqüento, gostei muito de revê-los e saber que outras pessoas de outras terrinhas estão tendo a oportunidade de conhecer, nem que seja por fotos. Um abraço, da conterrânea.

  11. Ana, e não é que aprendi a fazer e tô fazendo uma graninha com paninhos iguaizinhos a esses aí da Maria Paninho!!!!! Não fica um!!! Já até escrevi sobre eles no meu caquinho…
    Abraço apertado.

  12. Oi Ana! Tb sou pernambucana, mas não fui pra tão longe; me mudei pra João Pessoa… sempre que posso vou a Gravatá. É um lugar delicioso especialmente no inverno não é mesmo? E com aquele artesanato todo, aqueles móveis rústicos superbaratos… a gente fica com vontade de fretar um caminhão e fazer uma loucura! rsrsrsrs

    Seu blog é uma fofura. Gosto muito daqui!

    Beijos!

    Lu (www.desligadadatomada.blogspot.com)

  13. olá, sou moradora aqui de Recife,na verdade só não nasci aqui.Gosto muito de gravatá e faz anos que não vou lá! amei rever estas coisas da cidade, e como pernambucana que me considero,acho a cidade linda,pitoresca e cheinha de atrativos.Lembra a Suiça,no frio e sua arquitetura.Os chalés…bjs.

  14. Ana, sou pernambucana de Bezerros, do ladinho de Gravatá, portanto você vai ser minha vizinha, quando vir morar por aqui. Gosto muito de saber divulgados os lugares bons de Pernambuco. Parabéns pelo blog. Sou cliente cativa.

  15. Ana, me casei mês passado e em agosto eu e meu marido compramos todos os móveis em Gravatá. Sou de Vitória de Santo Antão (pertinho de Gravatá) mas moro em Recife. Eu sempre quis que os móveis da minha casa fossem de lá, como eram os de minha mãe… O cheirinho de madeira, a sensação de conforto e casa da vovó… É um pedacinho do interior em um apartamento. Mobiliei toda a casa por um preço ótimo e com móveis de qualidade! Amo Gravatá, sempre que posso eu visito… E sim, tbm sonho em morar lá! hehehehehe, beijo!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here