A gente se entrega, se joga.

São quase seis anos longe da minha cidade natal.Resolvi criar asas impulsionada por uma paixão que não me deixava mais pensar e fazer nada, além de querer o ser amado. Coisa de gente jovem, coisa de gente que se entrega e não tem muito medo de se arrepender.

É verdade, me jogo, não consigo medir consequências, e apesar de tentar convencer-me ser uma pessoa pessimista, posso afirmar que para coisas grandes, só consigo pensar no melhor, e por isso nunca tive medo de mudar. Mudar quem sou, mudar meus planos, mudar o rumo das coisas. Não é tudo isso que uma mudança de cidade pode me oferecer? Foi assim em 2006, será assim em 2012. Estou voltando.

Meu pai sempre insistiu para que fossemos morar lá em PE, e minha mãe também gosta muito da ideia, apesar do apego pai e filha ser bem mais forte (papis tão dependente emocional,rs). Até então, eu sempre relutava um pouco, pensava com meus botões “Como assim? Não iremos trocar uma vida estável e tranquila, por algo sem garantia”. A gente se prende a cada bobagem…

Só que eu me casei com um cara muito parecido comigo, que também se joga e acredita que a gente precisa de muito pouco pra ser feliz. No meio de uma conversa na madrugada, chegamos a conclusão que essa vida que temos hoje, ainda não é o que acreditamos ser o melhor onde podemos chegar, que o caminho ainda não é esse, e que as desculpas não nos servem mais. Então vamos arrumar as malas e voltar para o ponto de partida? Ok.

Nessas últimas semanas aqui no Rio, tenho ficado um pouco sentimental. Deixar o apartamento, mesmo que alugado, ainda me dói um pouco. Foi nesse corredor que vi meu bebê dando os primeiros passinhos. Foi com tanto carinho que fui colocando cada quadro na parede. E a cozinha tão odiada que consegui deixar com a minha cara? A parede que pintei da mesma cor da almofada do sofá? Como a gente se apega a um lugar e as nossas coisas. E deixar pra trás, é ruim, mesmo sabendo que iremos começar tudo de novo, mesmo o marido me convencendo que sentiremos aquele cheirinho de coisas novas pela casa, dentro de uma novo lar, com novas histórias. Despedida sempre é difícil.

Agora um resumão: Leo é carioca, eu sou a justiceira de Olinda (que corto o pinto dele, caso desconfie de algo. Viram a minissérie? Hum!). Nos apaixonamos, fomos morar em SP (por causa do trabalho dele) e depois de dois anos e meio ele foi transferido aqui pro Rio. Cheguei grávida e tive o Vinico. Coincidentemente a empresa que ele trabalha abrirá uma franquia lá em Recife esse ano (o que seria indiferente, iríamos de todo jeito) e também iremos continuar tocando o Estúdio Cereja, com planos muito maiores (não estamos indo virar hippies, apesar de achar que eles tenham uma vida super interessante). Não vamos levar as nossas coisas, iremos vender móveis e eletros (obrigada meninas do facebook), ou seja, em breve vou fazer um bota fora por aqui, pessoas do Rio que estejam interessadas em comprar coisas a um precinho-inho, fiquem de olho.

E é isso. Sinto que somos amigos, e que eu precisava te situar dos últimos acontecimentos. Estou enrolada, precisando responder muitos emails lindos que tenho recebido e atualizar o blog com mais frequência, tentarei fazer nos próximos dias. Estaremos nos mudando no final do mês e passarei um tempo na casa do minha irmã até encontrar um lugar pra morar. Me animo com a ideia de ter um quintal, quero casa. Quero morar no interior, quero queijo coalho quentinho no café da manhã, quero namorar na praça e escutar o Vinico gritando “Mainhaaaa”. É por ai que a vida vai fazer mais sentido.

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

73 Comentários

  1. Ai que lindo post, Ana… E eu com medo de me mudar de Niterói pro Rio ou pra minha cidade natal, no interior (a 1h e meia daqui) … Aff…
    Seja feliz, SEJA em qualquer lugar. Beijo.

  2. Oi Ana!
    Bem vinda de volta, então.
    É bom a gente ter vontade e coragem de mudar. Principalmente quando tem alguém que segura nossa mão e embarca conosco.

    Venho acompanhando teu blog há um tempo e me sinto á vontade por aqui, embora não tivesse me pronunciado AINDA =P
    ah! acho que fiquei meio viciada no blog e decoração, e coisinhas fofas e bonitas que nos alegram.

    Beijos, e sucesso!

  3. Que lindo, sempre visito o blog mas nunca deixei nenhum comentário, mas esse… Foi um relato emocionante.
    Que vontade de deixar essa cidade estressante e viver numa cidade de 3 mil habitantes que tenha uma única pracinha e muito… MUITO verde.

  4. Ana, chamego com o blog tem quase 2 anos, mas é a primeira vez que te escrevo, simplesmente porque agora me identifiquei com tuas palavras como nunca. Não, não vou dizer por aqui os motivos. Apenas lhe digo: vai ser bom. Em cada palavra tua sinto que vai. E adoro, muito mesmo, dividir essa satisfação contigo. Boa viagem (ê delícia de praia)!

  5. Ana, venha sem medo que aqui é o seu lar e logo logo o Vinicius e seu marido vão sentir a mesma coisa, seja bem vinda a PE de novo e venha com coração tranquilo que tenho certeza que muita coisa boa vem pela frente. Um beijo enorme

  6. Adorei, a vida é isso, mudar e escrever o próximo capítulo seja lá onde for, vcs são feitos um pro outro, que tenham muita luz e sucesso na nova empreitada, vcs merecem, e casa, quintal verde,sol batendo nas plantas,não tem nada que pague esse prazer.Vai na fé, na paz e no amor que guiam vcs.
    Bjussssssssss mil, adorei o post!!!

  7. Querida Ana, parabéns pela decisão!hehe…….Também penso igual a você, não tenho medo de viver com pouco.
    Vim morar no interior com meu marido a alguns anos e te garanto no começo não é fácil, mas nada paga a tranquilidade de se criar os filhos longe das neuras da cidade grande.
    Aqui em Serra Negra, todos sabem que meu filho Enzo, é filho do Mantovani ( que nasceu aqui tbm)……e essa e simplicidade, me fazem amar essa cidadezinha caipira!hehe
    Que Deus ilumine a sua família, nesse novo caminho.
    Abração, sou muito fã do blog e do estudio cereja.
    Mi

  8. Olá, Ana,

    Que lindo post! Acompanho o teu lindo blog, mas a correria muitas vezes não me deixa comentar – quero te dizer que o teu blog me faz sorrir, relaxar e sonhar. Adoro as dicas de decoração e o teu jeito de escrever!
    Você tem todo o direito de voltar para sua terra, pois é onde o coração está. Seja feliz sempre! Aonde quer que vá, com sua família. Ser feliz hoje é a nossa obrigação nessa vida!
    Um beijo com carinho,

  9. Ana, seja benvinda de volta!!! Vai ser ótimo ter o Estúdio Cereja aqui por perto Hehehe Que Deus abençoe sua nova fase de vida!!

  10. Oi Ana, lindo post! É isso mesmo, sem medo de ser feliz e buscá-la onde for!! Eu dei uma guinada pessoal e profissional no fim de 2011 e valeu muito a pena! Felicidades e sucesso pra voce e sua família!!
    Abraços,Milla

  11. Que lindo Ana!!Meu marido tem essa vontade… a gnt conversa muito sobre sair daqui de SP(interior), ir pro Nordeste… mas eu ainda acho que não é a hora…sei lá. Mas que bom que vcs resolveram td juntos, isso é muito importante, e se vc tem alguém lá, vai ser mais fácil esquecer a saudade, mas ela sempre vai doer mesmo, porém… é melhor que seja assim, o que significa que vc foi feliz. Tudo vai dar certo sim. Boa sorte!!!! Bj

  12. Boa sorte! Tbm acredito que mudar é sempre bom, apesar de me apegar muito ao lugar em que eu moro. Tenho uma vida parecida com a sua (várias coincidências) tbm estou de mudança, infelizmente não pra minha cidade natal, mas será bom tbm. Beijos

  13. Ana, larga tudo! Fiz o mesmo em 1989 e não me arrependi. Meu marido e eu conquistamos, aqui no meio do mato, uma vida estável, equilibrada e feliz. Como digo sempre, felicidade é pra quem tem coragem!

  14. Eu nunca quis morar no nordeste por conta do calor até um dia ver em seu blog um post sobre Gravatá – PE, me encantei, me apaixonei e para lá eu me mudaria se não fosse esse meu medo do desconhecido. Mas um dia com certeza quero pelo menos conhecer.
    Te admiro pela coragem de ter deixado sua terrinha e desejo que sua volta seja linda, mágica.
    Vocês (Ana, marido e Vinico) serão felizes em qualquer lugar que estejam juntos.
    Beijos

  15. Ana, garanto que todas as pernambucanas que acompanham o teu Blog, estão ansiosas com a seu retorno para a nossa terrinha, que amamos tanto.
    Torcemos para que vc e sua família sejam ainda mais felizes na terrinha. Dificuldades virão, é normal, são coisas da vida para a gente crescer e aprender a lidar com o novo, mas terá a sua família de PE como apoio, mas também virão muito mais momentos felizes, pq a vida é repleta de presentes, basta está atenta para percebê-los e engrandecê-los.
    Sei lá, Blog faz dessas coisas, deixa a gente à vontade com pessoas que não conhecemos pessoalmente, mas que acompanhamos no cotidiano.
    Mais uma vez, SEJA BEM VIDA!!!!

  16. Oi Ana. Mudar é bom. Mas porque a medida que envelhecemos nos apegamos mais a essas coisas pequenas? Como vc disse da cozinha q vc odiava, por exemplo. Sinto q cada dia q passa fico mais apegada a essas coisas, sendo q me considero mto desapegada.

    Boa sorte com sua nova vida. Com certeza será maravilhosa, no Nordeste não tem como não ser (já morei em Fortaleza ^^)

    bjo

  17. Aninha
    Fico feliz por vocês, tenho certeza que será maravilhoso viver em um lugar tão querido por você e cheio de felizes lembranças. Já que não nos conhecemos aqui no RJ quem sabe não te visito lá?
    Tenho certeza que a vida de vocês será muito mais feliz, unida, tranquila e cheia de felizes surpresas! Quem sabe até não vem uma irmãzinha para Vinico? 🙂
    Esse mês vai ser cheio para vocês e acredito que bem cansativo, mas tudo vai se ajeitar, desejo que a vida seja cada dia mais próspera, rodeada de amigos e harmonia.
    Saúde, amor e muito mais sucesso!!!
    Super bjo para vocês.

  18. Oi Ana,

    Faz pouco tempo que nos conhecemos e confesso que fiquei impressionando com o tipo de pessoa que você é.

    Gosto muito dos seus artigos, espontaneidade e sinceridade. Torço muito para que todas que tem esse espírito, que buscam sempre algo melhor, que procuram acima de tudo a felicidade.

    Parabéns pela atitude de vocês dois e que tudo ocorra bem nessa nova vida. Felicidades MIL, vocês merecem.

    Abraço!
    Eder

  19. Anaaa,

    Simplesmente lindo o teu texto! A_M_E-I. Acho que às vezes precisamos nos jogar mesmo nas oportunidades e depois tudo se resolve. Estou morando em outro continente faz uma semana e, apesar do todo o perrengue, está sendo uma experiência maravilhosa e tenho certeza de que será maravilhoso para vocês também. Dá com conferida lá no meu bloguito quando tiver um tempinho.

    Beijos e boa sorte nesta nova fase da vida de vocês.

  20. Ana, vai em frente. Trocamos às pressas, após um assalto, nossa casa própria construída com tanto cuidado e que tinha a nossa cara, por um apartamento alugado, um ambiente do qual sequer me sinto pertencente (acho que porque representa aquela situação ruim, aquele trauma), mas, tenho esperança que assim que tivermos um apartamentinho nosso as coisas vão mudar. Casa, a gente reconstrói. Só não podemos é deixar desmoronar o coração, forçando a barra com uma situação que não é o que nos faz plenamente feliz. No fim o que importa mesmo é estarmos junto às pessoas que amamos. O resto, é resto, não importa qual a cor das paredes que nos cercam… Beijos e seja muito feliz em sua nova casinha. E mostra para a gente hein?!

  21. Ôh, Ana!
    Engraçado esses laços virtuais que une a blogosfera, né?
    Quando você estava chegando aqui no Rio eu estava passando por uma situação parecida com a sua. Fechando um ciclo pra iniciar outro. Era um sentimento dual de medo e felicidade, tudo ao mesmo tempo. Hoje sei, o quanto aquela decisão foi acertada. Tenho certeza que aqui ou em Recife o que não irá faltar na sua vida é a FELICIDADE.
    Te desejo sucesso na nova empreitada.
    Com carinho
    Fernanda Dutra

  22. Ana, adoro o seu blog! Além das ótimas dicas e do seu excelente bom gosto, é uma delicia ler suas histórias e participar da sua vida… você escreve com tanto carinho, autenticidade e sinceridade!!
    O universo está conspirando a seu favor, você queria voltar pra lá, seus pais também te querem por lá, seu marido é super aberto a mudanças e agora a empresa que ele trabalha abrirá uma franquia lá em Recife!! Mais sinais de que essa mudança será de bem sucedida e que foi planejada pelo “cara lá de cima” é impossível!!!
    Se jogaaaaa e seja muiiiito feliz!
    beijos,
    Fabia

  23. Nossa casa é o nosso coração. Onde habita nosso espírito e o Ser Divino que nos governa!
    Vão com Deus! Com todas as bençãos divinas!

  24. Boa sorte nesta nova etapa Ana! Criar filho no interior é uma ótima experiência, as crianças crescem mais livres, tem uma infância como deve ser.
    Fico feliz que você esteja voltando para perto da sua famíla, o que, com certeza, te fará mais feliz.
    E não se prenda aos móveis não, você terá um cenário novo para decorar agora, e isso é muito bom!
    Beijos

  25. Oi Ana!
    Acompanho seu blog e ADOROOOO!
    Me identifiquei muito com este post, pois também sempre me joguei de cabeça e há muito tempo queria me mudar e sair de SP.
    Há uma semana nos mudamos para Florianópolis.
    2012 com vida nova!
    BOA SORTE para vocês três!
    E que a nova vida seja MARAVILHOSA!
    Um grande abraço.

  26. Ana a um bom tempo passo quase todos os dias po aqui !! Gosto tanto de ler o que vc escreve !! E sei que como várias outras pessoas tbm sai de minha cidade natal… E fico muito feliz por vc estar voltando é tão bom criar nossos filhos no lugar que crescemos !! Quando mudamos deixamos muita coisa boa para trás as as coisas relamente boas levamos em nossos coraçãoes !! Admiro a coragem !! E sonho em um dia tbm voltar para minha terra natal !! Bjos

  27. Parabéns pela decisão. A felicidade é possível e real em qualquer lugar do “mundo”. Nós somos responsáveis por ela e, estando ao lado das pessoas que mais amamos tudo fica menos complicado de se resolver.

  28. Que bonito, Ana. Visito seu site há algum tempo e agora não pude deixar de comentar. Adoro gente que se joga, pois sou assim também! Sou gaúcha morando em terras cariocas, mas já passei por vários lugares. Estou montando minha casinha nova no Rio desde dezembro de 2011, e claro, vou ficar de olho gordo (no bom sentido) no seu bota-fora. Boa sorte na mudança! E que a gente nunca tenha medo de mudar!

  29. Me emocionei com seu post….
    Te desejo toda sorte do mundo com essa mudança, e que saia tudo como vocês planejaram.
    Beijinho.

  30. Oláá!!! Eu nunca havia comentado aqui, apesar de acessar diariamente o teu blog e fazer dele fonte de inspiração pra mim.
    Pois bem, esse post foi o mais lindo que li, até hoje. Não só por amar a minha terra maravilhosa (a nossa!), mas pelo fato de ter lido o “mainhaaa”, coisa que só a gente fala, e deve ser uma delícia de ouvir como mãe.
    Boa sorte no retorno de vocês, que sua vida seja sempre bem colorida e cheia de amor!
    Um beijo grande
    :*

  31. Todos bons desejos pra vc, e que Deus abençoe a mudança! Eu tb estou de mudança, apesar de dentro do mesmo bairro. Mas trocando o apto por uma casa e experiementando o azedinho/doce de deixar o lugar onde nossa família começou…

    bjs mil!

  32. É tão bacana a maneira com que você escreve! A gente acaba se sentindo amiga das pessoas que nos acompanham virtualmente né? E no fundo sempre torcemos pela felicidade do outro…E como acompanhar uma novela da vida real! Desejo prosperidade e felicidade nesta nova/velha jornada! Se é que me entende! Nosso nordeste é maravilhoso! Aninha flor! felicidade e paz pra sua família…Continua por aqui espiando vocês! Beijos!

  33. Oi Ana!
    Que lindo seu post, fiquqi até emocionada quando li , pois temos uma história parecida … Larguei tudo em PE e vim pra Salvador por causa do meu namorado (agora marido).
    Boa sorte viu?! Espero anciosa por novos post´s!
    Você me inspirou a procurar solução pra conzinha da minha casa nova que eu odeio , mas que graças ao seu exemplo sei que posso passar a amar … rsrs !

  34. Ai Ana que post mais lindo! Eu acompanho o teu blog já faz um tempinho mas nunca tinha comentado, porém depois dessas lindas palavras eu não podia deixar de vir aqui. Também acredito que não precisamos de muito para ser feliz e simplicidade é fundamental! Bom vim te desejar muita felicidade, e boa sorte, tudo de bom pra ti e tua família. Que vocês sejam muito felizes na nova vida de vocês! Beeijos

  35. Aninha, toda felicidade do mundo pra vocês nessa nova fase! Tenho certeza que vai dar tudo certo! Eu cresci no interior e sonho tanto em me mudar pra um lugar mais tranquilo, infelizmente nem tão cedo será possível e vou levando por aqui…
    Boa sorte pra vocês e não nos abandone hehehe
    bjs

  36. Ah, Ana, era pra você vir ANTES do Carnaval pro Vinico já ir sentindo o clima da terrinha dele, né? Mas você vai voltar pro Recife, Recife mesmo? Quando vir a Caruaru, já tem uma loja BAPHO que você precisa conhecer! Muita sorte pra vocês!

  37. Tô com vc! Tô fazendo igual(só não vou pra Recife! rs)…Depois que a gente vira mãe, a vida fica tão mais simples, e óbvia!

    Quero o que for o melhor pra ele, pq será melhor pra mim! =)

    Boa sorte, sempre!

    Bjos.

  38. Se entrega, se joga!!afinal, lar é onde nosso coração está!e nada melhor do que voltar pra casa não é?junte suas melhores lembranças,coloque na malinha da memória e vá ser feliz!!boa sorte e um abraço, de alguém tão distante e que de fato,sente -se tão presente.
    Kathi Oliveira ~

  39. Descobri seu blog esse mês…e já sou fã…lindas suas palavras pra um novo recomeço…
    Adoraria morar em outra cidade por um tempo…deve ser eletrizante…Tudo de bom pra vc!!!

  40. Aninha,
    Seus textos sempre nos mostram que você é uma pessoa muito bacana e especial, portanto, só posso desejar muita sorte, alegrias e sucesso nessa nova fase de sua vida!
    Bjs,
    Flor/ SP

  41. Desejo a vocês todo o amor de sempre, acho que é tudo o que precisam pra serem felizes onde for. Que bom que agora é hora da sua terrinha, vai nos contar de perto mais dessa sua cultura tão bacana. Beijos, Talita.

  42. Muitas mais realizações.
    Seu post me emocionou porque lido com a mudança da mesma forma, seja ela qual for.
    Sou paulistana e cá estou em Pernambuco há quatro anos. E optei pelo interior, ontem foi dia de ir até Recife curtir essa nostalgia, as diferenças do interior para a capital, conhecer do virtual para o real e por ai vai.
    Beijos Ana.

  43. Ai q lindo este post!!! Vai minha fia…deixa o seu moleque correr no futuro quintal, quem sabe até pisar na terra, ver uma minhoca e gritar mainhaaaaaaaaaa!!! ou melhor maiiiiiiiiiiiiinha rssss, qdo temos filhos, não pensamos mais em nós, e sim, somente neles, o melhor pra eles…tb to de mudança, não tão já, ainda daqui alguns meses, mas tb me dá uma dózinha de sair do meu ap…pois é este ap q meus filhos reconhecem como a casa deles, tirá-los da zona de conforto, me dá uma certa resistencia em sair…mas foi eu quem quis…pq queria um lugar maior, com quintal pra poder jogar seus brinquedos, colocar uma bacia d’água num dia de calor e deixarem se esbaldar…a vida é assim…e qdo ele sorrir correndo no quintalzinho, vc nem vai se lembrar q um dia ele deu os primeiros passos aí…pq só a felicidade dele é o q importa, afinal…a felicidade dele faz a de vcs. Bjssss e seja feliz aonde quer q estejas!

  44. Parabéns pela coragem!
    Alguma vezes meu marido cogitou tentar a vida num lugar melhor, mas confesso que morro de medo de mudanças, em todos os sentidos.Talvez isso me atrase um pouco, não sei.Mas acredito tbm que tudo só acontece na hora certa.Se realmente for pro nosso bem partir um dia, partiremos…

  45. Sou mais uma Pernambucana animada com sua vinda, sou de Olinda, a justiceira…rsrsrrsrs
    Se caso seu destino seja por essas bandas avisa que vamos ver vcs… que tal fazermos um sejam bem vindos para essa família hein amigas blogueiras Pernambucanas?
    bjs

    • oooo Sybelle, sua linda.

      Meninas, muito obrigada a todas vcs pelas palavras de incentivo e carinho, sempre dando a maior força.
      Podem deixar que vou atualizando todo mundo sobre a minha saga, hahaha.

      Beijos e mais beijos em cada uma que deixou um recadinho aqui \o/

  46. Tudo o que vc escreveu foi muito lindo e emocionante. Mas, lágrimas a parte ( que rolaram, é fato…), tô louquinha para acompanhar a “montagem” da casa nova… Desde o banquinho de madeira até a primeira florzinha brotando no quintal ( vai de hibisco que ele nunca desaponta…). Promete que mostra aqui cada coisinha?!?!?! Eu prometo que não perco nehum post!!!!!! Beijos!!!

  47. Ana!!!
    2012 é o ano de mudanças, de extremos, de resoluções, de fim de ciclos! Teu ciclo no Rio terminou para iniciar ainda mais cheio de coisas boas em PE! Boa sorte, felicidades, desafios e muito amor pra ti e tua família!

      • Sei que é pra PE. =)
        Eu sou daqui, moro em Recife.
        Vc está indo pra Gravatá, Aldeia, Caruaru… ?
        Adoro o interior daqui. Se vc for pra gravatá e gostar de cozinhar então… é um prato cheio! Derivados de leite bem baratinhos, morangos e abacaxis absurdamente doces! Ai ai…

  48. MUITO OBRIGADA!
    Precisava muito nesta fase da minha vida (tbm estou voltando, pena que sem tanta motivação), ver como as coisas podem ter outro significado!
    Desejo a voces o que desejo a mim mesma!!!!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here