Por que decoro?

“Por que escrevo” é um dos meus textos favoritos do Eduardo Galeano até aqui, escritor uruguaio que leio nos últimos dias por total influência da Cris Lisbôa (ela nem sabia disso).

Ele conta que passou um tempo na zona mineira num povoado boliviano chamado Lhallagua, onde no ano anterior tinha acontecido a chacina de San Juan, promovida pelo ditador Barrientos. Na noite que antecedeu sua partida, os mineiros que estavam muito afeiçoados pelo “Edu” prepararam uma festa de despedida regada a muita “chicha” e “singani”, bebidas locais terrivelmente boas. Após muitas risadas, danças e minutos antes da sirene tocar para que todos retornassem para o trabalho na mina, os mineiros o rodearam como se fossem o acusar de algo, mas para a sua surpresa, disseram: Conta pra gente como é o mar.

Galeano sabia que eles jamais teriam a oportunidade de conhecer o mar diante daquela vida miserável, todos estavam condenados a não passar dos 35 anos e foi então que percebeu o verdadeiro valor da sua escrita: a responsabilidade de levar o mar para os mineiros, de encontrar palavras que fossem capazes de molhar todo eles.

Estou prestes a iniciar um grande desafio profissional, que anda me trazendo alguns receios, tipo auto sabotagem mesmo. Não quero apenas oferecer um serviço de consultoria online de decoração. Sei que sou extremamente propensa a abandonar projetos quando não encontro verdadeiros propósitos além do financeiro. É necessário encontrar o verdadeiro valor da minha contribuição, do porquê eu ter o aval de uma família pra entrar em sua casa e sugerir qualquer mudança pra que ela se sinta mais pertencente ao que já é dela e não meu.

Tenho reunido ferramentas, mantras e traçado caminhos que muitas vezes se revelam até em meus sonhos. Após um ano de planejamento e também da atuação brilhante da minha impostora (risos), sinto-me sentada no centro rodeada por mineiros que também me pedem pra contar algo significativo: Diz pra gente como é sentir-se em casa.

Tá chegando a hora do +QMorar Consultoria nascer.

COMPARTILHE
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here